Capa da Publicação

Atores das séries da DC falam sobre produtor afastado que foi acusado de assédio!

- Felicity Smoak, Supergirl, Arqueiro Verde e o Flash se juntam contra esse mal que vem sendo exposto recentemente.

Por Mike Sant'Anna → Seguindo o grande movimento de pessoas de Hollywood sendo expostas ou acusadas de assédio sexual, recentemente nós soubemos que o produtor executivo das séries da DC na CW, Andrew Kreisberg também foi acusado, e consequentemente afastado indefinidamente das séries, incluindo de ser o showrunner de The Flash.

Obviamente, esta é uma acusação muito séria, e foi corroborada por 19 pessoas diferentes pertencentes às equipes de produção. Alguns dos atores envolvidos com estas séries vieram à público comentar sobre esse afastamento, e toda a situação envolvendo Andrew.

Emili Bett Rickards, que interpreta Felicity Smoak publicou em seu Twitter dizendo:

“Aos homens que cometeram assédio, que perpetuaram a cultura do estupro, que se fizeram de cegos e reclamaram de ‘sexismo reverso’: Vocês são fracos e complacentes. Às mulheres que encontraram forças para falar. às mulheres que deram suporte umas às outras, e às mulheres encontrando suas vozes: Vocês podem. Vocês são heroínas”

Melissa Benoist, que interpreta a Supergirl, também publicou dizendo:

“Eu sou uma mulher que lidera uma série que apoia igualdade e feminismo, empoderamento, e lutar pelo que é certo. Eu sempre tentei me conduzir pessoalmente desta maneira, também. Infelizmente, a série e minha carreira fazem parte de uma indústria que nem sempre reflete estes sentimentos. Isso é lamentável, e algumas vezes faz com que eu me sinta inútil. Eu sei que eu não sou a única que pensa desta maneira. Mas eu sou otimista. Eu acredito que a mudança é possível, e quando as pessoas são maltratadas, elas deveriam ter um lugar seguro para dizer suas verdades e sempre serem ouvidas. E quando pessoas cometem crimes ou assediam outras, elas deveriam ser responsabilizadas – independentemente de qual indústria eles trabalhem, ou quanto poder elas tem. Eu já falei sobre isso no passado – publicamente e não tão publicamente – e eu vou continuar à fazer isso. Todos nós deveríamos, sem medo ou vergonha. Nós todos precisamos nos juntar por uma bandeira maior. Então essa semana, Eu voltarei ao trabalho em Supergirl ainda mais comprometida em fazer parte da mudança das regras ao ouvir as pessoas falando, e se recusando à aceitar um ambiente que não é nada seguro, respeitoso ou colaborativo.

Os atores masculinos também vieram à público expressar sua indignação. O primeiro deles foi Grant Gustin, que interpreta o herói Flash:

“…Nestas últimas semanas, eu não sabia bem o que dizer, então me deixem dizer isso. Eu quero ser melhor, eu quero ser um homem melhor, um aliado melhor. E eu quero que especialmente todas as mulheres da minha vida saibam que eu as ouço, eu estou com elas e as apoio…”

Para finalizar, Stephen Amell, o astro de Arrow disse algumas coisas em vídeo, que podemos resumir com uma parte da entrevista dizendo:

“… Em situações como essas, se você não é parte da solução, você é parte do problema. Ponto. É isso. Nós fazemos nosso melhor para ter o melhor ambiente de trabalho possível. Nós vamos continuar fazendo isso. Novamente, eu corroboro as declarações feitas pela minha amiga e colega de trabalho Emilly Bett Rickards…”

 

Abaixo, veja também algumas imagens dos bastidores das séries:

Supergirl vai ao ar às segundas-feiras. The Flash e Legends of Tomorrow são exibidas às terças, e Arrow às quintas, todas no CW.

 

Agora que a notícia acabou, aproveita para conferir o vídeo mais novo no nosso canal!

sobre o autor Mike Sant'Anna

Eu sou o melhor no que eu faço, mas o que eu faço… É bem retardado.