Capa da Publicação

Como o Homem de Ferro se tornará um representante de Stan Lee nos cinemas!

- – Excelsior!

Por Guilherme Souza Você pode até não gostar do Homem de Ferro de Robert Downey Jr. tendo sido ligado a diversos outros filmes individuais do Universo Cinematográfico Marvel, nem do fato de que muitos vilões, principalmente do Homem-Aranha, terem suas origens ligadas a ele, mas não podemos nos esquecer de que o personagem foi o primeiro passo da Marvel Studios nos cinemas e que o trabalho magnífico que o ator fez nos últimos onze anos tiveram muito peso no sucesso desse universo, contudo, o papel de Tony Stark pode ter um peso ainda maior no futuro. 

Stan Lee foi uma das figuras mais importantes da Marvel Comics, tendo sido responsável por co-criar diversos dos personagens mais icônicos da editora. Sua importância e popularidade entre os fãs fizeram com que ele se tornasse o “rosto da empresa”, se tornando cultuado por onde passava e uma verdadeira referência. 

Com a criação do Marvel Studios, a importância de Lee passou a ser reconhecida através de pequenas participações nas produções, que acabaram se tornando uma tradição e um dos momentos mais aguardados pelos fãs. Infelizmente, a tradição teve de ser quebrada com a triste morte de Lee em 2018, mas isso não irá impedir que os fãs se lembrem dele ou que sua aura continue sendo sentida nos filmes

Assim como Lee, o Homem de Ferro de Downey Jr. também encerrou sua jornada no MCU, porém de forma fictícia, contudo, essas duas figuras tão importantes podem acabar tendo mais em comum do que imaginávamos. Não é surpresa para ninguém que as criações de Lee sempre foram os tesouros de sua vida, algo que ficava nítido cada vez que ele tinha a chance de falar sobre elas. 

Por mais que o criativo demonstrasse amor por cada um dos personagens que criou, era óbvio que o Homem-Aranha sempre foi seu xodó e um dos personagens que ele mais estimava, mas como sabemos, os direitos cinematográficos do Aranha não pertencem ao Marvel Studios e por mais que ele até tivesse participado desse universo por um tempo, sabíamos que cedo ou tarde, a Sony tinha a opção de não renovar seu acordo com a Disney, forçando a separação entre Peter Parker e os demais Vingadores nas telonas – e foi exatamente isso o que aconteceu. 

Considerando que o Aranha era a propriedade mais popular da editora, o Marvel Studios teve de achar uma alternativa para isso e o Homem de Ferro acabou se tornando o precursor de tudo e o carro-chefe. 

Agora que tanto Stark quanto Lee não podem mais aparecer nos filmes, o estúdio pode usar o sacrifício heroico feito por Stark e torná-lo um representante de Lee em seus filmes, de modo que as histórias contarão com uma figura que serve de espelho para os heróis e até mesmo um ídolo mundial, assim como Lee foi um dia. 

Em Homem-Aranha: Longe de Casa, vimos exatamente isso, com Peter Parker de luto pela perda de seu mentor e afirmando “que o via em qualquer lugar que olhasse.” É exatamente assim que os fãs de Lee se sentem e sua presença pode ser sentida em qualquer coisa que ele tenha criado.

Embora o Homem de Ferro seja uma figura fictícia, essa representação não poderia ser melhor, a menos que fosse o Homem-Aranha ocupando esse papel, mas considerando tudo o que o estúdio construiu nos últimos anos, Stark é, sem dúvidas, um ótimo representante do legado de um dos maiores quadrinistas que a humanidade já conheceu. Independente do que o estúdio faça, temos certeza de que Lee não será esquecido e, de alguma forma, ele ainda continuará fazendo parte do aclamado Universo Cinematográfico Marvel. 

Fique com imagens dos bastidores de Vingadores: Ultimato, último filme em que vimos uma aparição de Lee:

Imagem de perfil
sobre o autor Guilherme Souza

Outra grande manchete: 'Água, molhada!'