Capa da Publicação

House of X – Autor responde acusações de plágio em nova revista dos X-Men!

- – Um caso bem complicado.

Por Guilherme Souza House of X e Powers of X, novas revistas dos X-Men escritas por Jonathan Hickman, têm dado o que falar e fizeram grandes reviravoltas no universo dos mutantes logo nas primeiras edições. Apesar da popularidade e da boa aceitação dos fãs, Hickman se envolveu em uma polêmica recentemente, ao ser acusado de plágio por Catherine Webb, autora do livro As Primeiras Quinze Vidas de August Harry.

Através de um post em seu Twitter, Webb, que publicou o livro sob o pseudônimo de Claire North, agradeceu o apoio dos fãs e deixou implícito que a revelação das reencarnações de Moira McTaggert ser um plágio da trama de seu livro.

“Com medo de tocar em um vespeiro novamente, aqui vão algumas últimas palavras (tomara que as últimas?) sobre House of X..

 

Primeiramente, obrigada a todos que têm me enchido com mensagens de apoio e de reflexão – agradeço muito por isso.

 

As pessoas apontaram corretamente de que as ideias raramente são originais. Eu fui alimentada por minha cultura; assim como os X-Men. As vezes isso é um glorioso compartilhamento de histórias, as vezes pode parecer que um está se apoiando no outro. Nesse caso… depende de onde você está se apoiando, o que eu suspeito.

Ciente da acusação de North, Hickman resolveu se defender e citou outras obras que também usaram a reincarnação como ferramentas narrativas e deixou claro que esse não é o plot central das novas histórias dos mutantes.

“Bem, isso é um infortúnio. Das vezes em que isso aconteceu comigo, Pax Romana talvez seja o caso mais popular, é impossível não sentir que alguém está tentando roubar seu filho, então eu entendo a reação da senhorita North.

 

Deixe-me dizer que eu com certeza li Harry August e eu acho maravilhoso, mas eu completamente discordo de qualquer suposição de que as narrativas são similares.

 

No que se refere às histórias de ressurreição/reencarnação, eu concordaria, mas em termos de história, estilo e apostas, isso está muito mais alinhado com algo como No Limite do Amanhã do que com Harry August. A coisa que eles absolutamente têm em comum – e onde a comparação entre os dois é justa e precisa – é que eles repetem a vida ao invés de um curto período de tempo, mas mesmo isso é algo que o livro Replay fez trinta anos atrás. 

 

Essas são só ferramentas narrativas para contar uma história em particular. E embora eu odeie dizer isso agora, quando temos apenas três edições pra contar uma história que foi dividida em doze edições, o que estamos fazendo nos quadrinhos dos X-Men não é uma história sobre reencarnações, isso é apenas uma ferramenta narrativa que nós usamos para fazer com que o retcon do primeiro ato acontecesse mais facilmente. Quando isso estiver pronto, ficará claro para qualquer um que leia entenda que os dois não são a mesma coisa. 

 

Apesar disso, eu digo para que todos leiam August Harry, caso não tenham lido ainda. É sobre uma rivalidade entre dois homens que se estende por diversas vidas diferentes, tendo como pano de fundo uma sociedade secreta de pessoas que reincarnam. Todo mundo deveria ler esse livro.”

Ao final, North complementou suas declarações anteriores reconhecendo o apoio de Hickman e incentivou seus seguidores a lerem House of X. Ao que parece, tudo não passou de um mal entendido.

Fique com imagens de House of X em nossa galeria:

Fonte: CB

Imagem de perfil
sobre o autor Guilherme Souza

Outra grande manchete: 'Água, molhada!'