Capa da Publicação

Mestres da Literatura Fantástica – Neil Gaiman!

- – Um dos escritores mais influentes da atualidade!

Por Evandro Lira Se você é fã de literatura ou de ficção no geral é bem difícil ter escapado de conhecer alguma obra do britânico Neil Gaiman. Sandman, Deuses Americanos, Coraline, Stardust e O Oceano no Fim do Caminho são só alguns títulos que compõem o seu riquíssimo currículo.

Apesar de ter uma gama de romances aclamados e populares, Gaiman também é amplamente conhecido por seus trabalhos nos quadrinhos, na TV e no cinema. Por muitos, é considerado um dos caras mais simpáticos e carismáticos do “show business”, e suas aparições em convenções mundo afora e o uso que faz das redes sociais são a prova disso.

Nascido em 10 de novembro de 1960, em Hampshire na Inglaterra, Neil Gaiman foi um adolescente apaixonado por literatura fantástica e ficção científica. C.S. Lewis, Tolkien, Lewis Carrol, Mary Shelley e Edgar Allan Poe era apenas alguns dos autores que ocupavam lugar na estante do jovem Neil. Desde muito cedo, ele tinha o sonho de seguir os passos desses grandes nomes, e decidiu trabalhar com jornalismo literário a fim de aprender mais sobre esse universo e fazer contatos.

Stardust e Coraline são duas obras de Gaiman que ganharam adaptações cinematográficas populares em 2007 e 2009, respectivamente.

Gaiman relata que a primeira vez que deu atenção a uma história em quadrinho foi quando leu Monstro do Pântano, escrita por Alan Moore. A partir daí ele viria a criar um laço especial com esse tipo de mídia e viria a deixar sua marca na história da “nona arte”.

Publicando alguns livros de não ficção e contos em revistas, Gaiman acabou enveredando pelas histórias em quadrinhos, escrevendo para títulos como Miracleman, Tharg’s Future Shocks e Violent Cases, o que acabou chamando a atenção

 da DC Comics, que através do selo Vertigo, estava interessada em publicar HQs mais sombrias. Por lá, o artista 

publicou a minissérie Orquídea Negra e posteriormente foi intimado a fazer um revival de um velho personagem da editora: o Sandman.

Sandman acabou se tornando um tipo de quadrinho completamente diferente do que o público estava acostumado, e logo viria a ser um dos títulos mais icônicos da Vertigo. Considerado inovador e revolucionário, o trabalho de Gaiman em Sandman rompeu gêneros e mesclou um tanto de mitologias modernas e clássicas. A série conta a história de Morfeus, uma criatura pertencente a uma espécie responsável por tudo que acontece no Mundo dos Sonhos. O título teve sua última publicação em 1996 e encerrava sua trajetória com a aclamação do público e da crítica, muitos prêmios e um sucesso comercial estrondoso.

Gaiman esteve no topo dos mais vendidos com diversas obras. Good Omens, escrito junto de Terry Pratchett em 1990, usa de um humor inteligente para contar a vinda do Fim dos Tempos e as tentativas do anjo Aziraphale e do demônio Crowley de evitar isto.

Good Omens ganhou uma minissérie em 2019 pela Amazon Prime.

Lugar Nenhum foi o primeiro romance solo de Gaiman e funcionava como uma espécie de adaptação de uma minissérie que ele escreveu para BBC. Depois veio Stardust: O Mistério da Estrela, que conta a história de um jovem que promete capturar uma estrela cadente para conquistar o coração de sua amada. Ambos foram um sucesso.

Mas foi mesmo com Deuses Americanos, lançado em 2001, que Neil Gaiman foi alçado ao mercado popular de literatura. O livro, que recentemente ganhou uma série da Amazon Prime Video, mistura mitologia e ficção com um toque de fantasia. Shadow, o personagem principal, é libertado da prisão e contratado pelo misterioso Sr. Wednesday. A missão dos dois passa a ser reunir os antigos deuses – trazidos aos Estados Unidos por imigrantes europeus – para combater os Novos Deuses, que surgiram do fascínio da cultura americana por celebridades, fama e drogas.

Deuses Americanos é considerado por muitos a obra-prima de Gaiman, tendo ganhado prêmios importantes e se tornado um verdadeiro best seller. Até hoje, o romance é colocado como um dos mais importantes da literatura fantástica moderna.

E embora Gaiman seja muito querido entre os adultos, o autor também tem um público bem jovem. Vários dos seus projetos foram escritos para o público infantil e jovem adulto, como O Livro do Cemitério e Coraline, este último sendo um de seus títulos mais conhecidos. Alguns fãs descrevem Coraline como uma versão moderna sombria de Alice no País das Maravilhas de Lewis Carroll.

Como já mencionado, Neil Gaiman é famoso por ser acessível com os fãs através das redes sociais e de encontros presenciais. Viajando regularmente para palestras, eventos e lançamentos, Gaiman tem uma participação ativa em todos os movimentos que envolvem suas obras. Quando se fala da indústria do entretenimento, poucos são como Gaiman. O escritor, por exemplo, narra seus próprios audiobooks e vive a dar dicas e inspirando jovens criadores no Twitter. Ele também escreveu vários episódios do popular programa da BBC, Doctor Who.

Com 58 anos, Neil Gaiman é um artista em plena atividade, dono de várias obras icônicas e que ainda deve nos presentear com diversos títulos sensacionais no futuro. E caso você ainda não tenha tido contato com alguma obra do artista, lembre-se, nunca é tarde para fazê-lo!

Confira nesta lista mais detalhes sobre várias obras de Gaiman, algumas nem mencionadas no texto:

 

Imagem de perfil
sobre o autor Evandro Lira

Bacharel em Cinema e Audiovisual, potterhead das antiga, filho dos filhos do átomo, fã de mais coisas do que deveria, frequentemente falando sozinho no Twitter. Segue: @evandroslira