Capa da Publicação

Stranger Things – Descrição original pode ter confirmado a sexualidade de Will Byers!

- – Será que veremos isso sendo abordado no futuro?

Por Guilherme Souza → Robin, personagem apresentada na terceira temporada de Stranger Things, acabou se revelando como a primeira personagem LGBTQ+ da série, contudo, parece que o jovem Will Byers, também não é hétero.

Ao longo da terceira temporada, vemos Will brigando com seus amigos por não lhe darem atenção e preferindo passar o tempo com suas namoradas. Durante a briga, Mike, melhor amigo de Will, lhe diz que “não era culpa dele que Will não gosta de garotas.” A frase fez com que muitos fãs suspeitassem que Will é gay, porém o assunto não foi abordado posteriormente.

Apesar disso, o Screen Rant divulgou a descrição original de Will Byers, feita pelos irmãos Duffer, criadores da série, que foi usada para apresentar os personagens para a Netflix, enquanto Stranger Things ainda estava em fase de pré-produção. Na descrição, vemos que Will é um garoto que tem problemas com sua sexualidade e que usa os jogos de fantasia como uma forma de ser ele mesmo.

“WILL BYERS, doze anos, um garoto doce e sensitivo com problemas de identidade sexual. Ele descobriu recentemente que ele não se encaixa na definição do que é ‘normal’ nos anos 80. Suas escolhas inocentes, tais como suas roupas coloridas, fazem com que ele seja uma constante fonte de bullying. Assim como , Mike, Will escapa através dos jogos de fantasia, onde ele pode ser ele mesmo, desinibido. Ele tem um relacionamento próximo com sua mãe, Joyce. Seu irmão, Jonathan, ajuda a criá-lo na ausência do pai, que os abandonou há quatro anos.”

Considerando que a série se prepara para uma quarta temporada, onde veremos o núcleo central dos personagens um pouco mais velhos, é provável que a sexualidade de Will volte a ser abordada, confirmando ou não as suspeitas.

Fique com imagens da terceira temporada de Stranger Things em nossa galeria:

Imagem de perfil
sobre o autor Guilherme Souza

Outra grande manchete: 'Água, molhada!'